sábado, 9 de junho de 2012

Saúde e caos

"A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre informou que, nos dias de pontos facultativos, os postos de saúde são fechados. Como o decreto saiu somente na quarta-feira, a secretaria não tem certeza se houve tempo suficiente para avisar a todos os pacientes que tinham consulta marcada. O órgão afirma que divulgou a informação por meio do site e redes sociais da prefeitura."




É um absurdo, uma vergonha.  Pouco caso com pessoas que não tem planos de saúde e dependem exclusivamente de atendimento em postos públicos. Pessoas esperando meses por consultas previamente agendadas e... surpresa!  Cerca de mil pessoas sentiram- se revoltadas com a situação. Feriadão nos postos de saúde.  Houve quem viajou mais de 200 Km em busca de atendimento e nada. Já é vergonhoso, absurdo e abusivo alguém doente ter que esperar meses por uma consulta e o sistema ser cheio de falhas, mas dar com a cara na porta é uma beleza, é o supra sumo da vergonha.
A temperatura das madrugadas deste feriado ficaram em torno de ZERO graus. Os hospitais ficaram superlotados.

Postos de saúde nem eram pra ser fechados no feriados e finais de semana. Doença não agenda a chegada. 
Postos de saúde fechados são tão insólitos como seria se o corpo de bombeiros de uma cidade fizesse feriadão:  Incêndios, aguardem o término do feriado para serem apagados.
E esse tempo absurdo de espera no agendamento  é surreal. Em meses de espera doenças só se agravam e pessoas morrem.
As emergências dos hospitais lotam porque é o último refúgio para quem busca tratamento e alívio para sua dor. 
Horas esperando por atendimento podem ser a diferença entre viver e morrer.
Porto Alegrenses estão chocados e revoltados com a situação.


A sociedade brasileira está farta da negligência e descaso com que é tratada, está farta de ser desrespeitada.
Já aproveito para lembrar que, enquanto o país gasta o que tem e o que não tem  preparando-se para a bendita Copa, eis então um retrato nada bonito do nosso sistema de saúde. Não adianta nada arrumar o país para turista passear e fazer fotos bonitas. Tem de, primeiro, faze-lo funcionar para quem vive aqui. 
Desenvolvimento se vê em terra de povo que recebe  de seu governo saúde, educação, alimento de qualidade, moradia, emprego e segurança. Não em terra de quem gasta dinheiro sediando eventos esportivos pra fazer bonito na TV.









terça-feira, 5 de junho de 2012

Eu me perdi na selva de pedra...

Quando eu digo que o mundo precisa de mais pessoas e menos gente, sempre tem quem ache exagero...
A cerca que circunda meu condomínio está mal posicionada, invadindo cerca de 1 m da calçada e é necessária a sua recolocação. Para que isso ocorra, serão sacrificadas 21 árvores e as pessoas que as querem são minoria. Veredicto: culpadas por terem sido plantadas em lugar errado.
Vivemos em uma democracia, e democraticamente foi decidido dar um fim à elas. 
Parece que, afinal de contas, a voz do povo nem sempre é a voz de Deus.

Ao ilustre arquiteto e ao nobre biólogo envolvidos na questão, jamais ocorreu traçar um projeto em que a natureza não fosse destruída. Aos moradores, a única questão relevante foi resolver logo o desagradável assunto para colocar grades mais bonitas(??). E as árvores? Ora, as árvores bloqueiam o sol, impedem que ele ilumine os apartamentos com abundância e plenitude (quero ver no verão; 40 graus na sombra) e fazem sujeira, afinal, elas tem o atrevimento de deixar que suas folhas caiam na calçada e que sujem os passeios.
 Quem disse que cabeças foram feitas para pensar? Não, elas foram feitas para nascer cabelo. E quanto aos pássaros e pica paus que tem ninhos nessa área? Ora, a boiada lhes deu ordem de despejo.

A mesma administração pública que inaugura bonitas placas em ruas de bairros nobres de Porto Alegre, como a Gonçalo de Carvalho, que enaltece a preservação delas em cerimônias para politicagem é a que  lhes manda abaixo nos bairros que não lhes convém.
Minha rua algum dia terá árvores de 80, 100 anos? Não sei. Do jeito que vai é difícil...
Fica aqui o meu protesto e desabafo. É muito, muito difícil argumentar com quem tem ouvidos moucos.




Homem Primata - Titãs

Desde os primórdios

Até hoje em dia

O homem ainda faz

O que o macaco fazia

Eu não trabalhava

Eu não sabia

Que o homem criava

E também destruía...

Homem Primata

Capitalismo Selvagem

Oh! Oh! Oh!..

Eu aprendi

A vida é um jogo

Cada um por si

E Deus contra todos

Você vai morrer

E não vai pro céu

É bom aprender

A vida é cruel...

Homem Primata

Capitalismo Selvagem

Oh! Oh! Oh!..



Eu me perdi


Na selva de pedra



Eu me perdi



Eu me perdi...

"I'm a cave man

A young man

I fight with my hands

(With my hands)

I am a jungle man

A monkey man

Concrete jungle!

Concrete jungle!"


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...