segunda-feira, 2 de maio de 2011

Chuva...



Amanheceu frio por aqui. Bem outono. E a chuva também começou pela manhã. Não muito forte, não muito fraca. Do tipo que vai longe. A semana promete...
Dia cinza. Dia úmido. Dia feio.
Feio?
Lembrei de um livro que costumava ler para minha filha quando ela era pequena. "Soprinho" é o nome. Conta a história de um menino feito de uma fumaça mágica que leva quatro crianças por uma aventura em um bosque encantado. É dessa forma que a escritora conduz o leitor a olhar a natureza com outros olhos, através de fadas que as crianças vão encontrando pelo caminho.
O dia chuvoso de hoje me fez lembrar justamente de uma das fadas que elas encontram - a Fada da Chuva - e é um trecho desse encontro que coloco aqui:

"- ... É só amanhecer chovendo e começa todo mundo: "Está um dia tão feio!" Ora, isso é uma injustiça. Dia de chuva não é feio, é lindo.
- Lindo? Você não está exagerando: Não vejo nada lindo num dia de chuva.
- É porque você não sabe ver. Feche os olhos e depois olhe para o Bosque com se esta fosse a primeira chuva que você vê na vida...
...Perceberam então que o Bosque estava uma beleza. Tudo ficara prateado. A chuva cerrada era como uma cortina que não parasse de se mexer. E, do outro lado, as árvores e folhagens pareciam de outro mundo...
- ...Não é que dia de chuva é lindo mesmo? Por que nunca percebemos?
- Costume - explicou a Fada. - De tanto ouvirem dizer: "Que dia feio!" quando está chovendo, vocês se habituaram e nem foram examinar para ver se era feio mesmo..."

E eu que, assumidamente adoro os dias nublados tanto quanto os ensolarados, hoje não me sinto muito animada com a umidade que está a reinar. Por aqui vou tentando olhar essa chuva gelada que cai com outros olhos, com os olhos da fada, mas, não sei se é por um certa rabugice que me acompanha desde ontem ou simplesmente mau humor mesmo, estou às turras com a natureza e ainda não consegui me animar com as tais gotas prateadas que caem lá fora e escorrem pela minha janela.
O jeito é esquentar água para um chá e saborea-lo com a Mina se aquecendo ao meu lado.

Quem quiser ler a história de Soprinho para seus filhos, sobrinhos, afilhados - ou para si mesmo, pois confesso que curtia cada momento da leitura - ele foi escrito pela Fernanda Lopes de Almeida, recebeu em 1971 o prêmio Jabuti de melhor livro infantil e teve sua inclusão no acervo permanente da Biblioteca Internacional para a Juventude, de Munique. A criançada vai gostar.

Beijocas e boa semana!

7 comentários:

  1. adoro as suas tagarelices, milene.
    por cá, apesar de se aproximar o verão, também tem havido dias de chuva forte, alternados com dias de sol.
    na passada sexta-feira esteve um dia muito bonito; mas a meio da tarde a temperatura teve uma queda brusca e houve localidades no sul do país que ficaram cobertas de neve!!!!e nos arredores de lisboa houve cheias que provocaram muitos danos.
    nós não gostamos de chuva mas, quando chove, pomo-nos à janela, a ver a água a cair, lá fora. a Humana acha os dias de chuva muito inspiradores, sobretudo se pode estar em casa, confortável; mas quando chove demasiados dias seguidos, começa a ficar irritada, pois a casa torna-se húmida e parece suja devido às nossas idas e vindas do jardim.

    marradinhas afectuosas para toda a família_e desejamos que o sol volte a brilhar em breve, por aí.

    ResponderExcluir
  2. Ontem choveu bastante por aqui pela manhã; à tarde já melhorou e ficou um friozinho gostoso. Sei que a chuva é necessária e, realmente, embeleza a natureza, mas na cidade... Dias chuvosos e nublados costumam me deprimir um pouco; adoro um dia frio e ensolarado! Beijos para ti e Mina

    ResponderExcluir
  3. Querida, antes de tudo me desculpe a demora, a ausência, mas estamos engajados na festa de são ditinho deste ano, e por isso um pouco ausentes do mundo virtual.
    Amei suas palavras no blog. Sim, de fato hoje em dia é tudo mais rápido e prático, com tudo digital, fotos e movimentos tão fáceis de se gravar, mas antigamente não era assim. Temos tanto a guardar na alma e no coração!!!!

    Que as lembranças que te cercam também lhe tragam momentos inesquecíveis, de magia e felicidade, e isso nunca terá um preço a cobrir. Serão as únicas coisas que levaremos conosco... a lembrança de que um dia vivemos e fomos felizes.

    Que Deus abençoe ricamente a sua vida, o seu lar, e que sejas sempre muuuuuuito feliz.
    Carinhos, sempre, Toca dos Gatos.

    ResponderExcluir
  4. Venho agradecer atua visita e te convidar para entrares no concurso que estou a promover
    Bom fim de semana e ronrons da amiga
    Kika

    ResponderExcluir
  5. Feliz Dia das Mães Milene!!!

    ResponderExcluir
  6. Milene

    muito obrigada pelo comentário que deixou há pouco no post "Eu não gosto da minha mãe". Eu conheço a leitora que passou o depoimento, ela tem f3 filhos e neto, é bem adulta e bem resolvida, mas esse assunto a incomoda ainda. Conseguiu criar bem sua família e é muito amorosoa. Teve dificuldades para escrever o texto e fiquei honrada com a confiana que ela depositou no meu blog. Teu comentário acrescentou, enriqueceu. Obrigada!

    P.S. eu odeio chuva,frio e vento, Sou um girassol, hehe

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Fernanda, eu que agradeço tua visita. Li teu post e me comovi com o conteúdo. Espero que ela consiga superar isso e ser feliz como merece.
    Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...